Collecção de notícias para a história e geografia das nações ultramarinas, que vivem nos dominios portuguezes, ou Ches são visinhas. (Acad. real das sci.).

Forsideomslag
1812
1 Anmeldelse
Anmeldelserne verificeres ikke af Google, men Google tjekker indholdet og fjerner det, hvis det er falsk.
 

Hvad folk siger - Skriv en anmeldelse

Vi har ikke fundet nogen anmeldelser de normale steder.

Andre udgaver - Se alle

Populære passager

Side 213 - Veftigios da Lingua Arabica em Portugal , ou Lexicon Etymologico das palavras , e nomes Portuguezes , que tem origem Arabica , comporto por ordern da Academia por Fr.
Side 362 - Afia efcritas por Diogo de Couto em forma de Dialogo com o titulo de Soldado Pratico , publicadas de ordem da Academia Real das Sciencias de Lisboa por Antonio Caetano do Amaral , Socio Effe-íhvo da mefma , i. torn, in 8.° mai.
Side 214 - Portugueza publicado por ordem da Academia Real das Sciencias por Francifco Jofé de Almeida , Correfpondente da mefma, i. vol. 4." ------ 360 XXI. Obras Poéticas de Pedro de Andrade Caminha , publicadas de ordem da Academia, i. vol. 8.° - - 600 XXII.
Side 37 - Senegal, e dele para diante em terra nenhuma da Negraria nasce trigo, nem centeio, nem cevada, nem aveia, nem uvas, e isto porque o...
Side 19 - Arguim armadas, umas vezes quatro, outras mais ; e de noute desembarcavam, caíam sobre algumas Aldeias de pescadores, e faziam correrias pela terra ; de modo que prendiam estes Árabes tanto machos como fêmeas, e os traziam a vender a Portugal ; e assim o faziam por toda a outra costa que está mais avante entre o Cabo Branco, eo Senegal, que é um grande rio, que divide as terras dos Ázenegues, do primeiro Reino de Negros.
Side 17 - Hodem, que dista da costa obra de seis jornadas de camelo, a qual não é murada, mas nela se recolhem os Árabes, e serve de escala para pousarem as caravanas, que vêm de Tombuto, e outros lugares dos Negros a esta nossa Barbaria de cá.
Side 141 - De fato, mal-humorara-o a pobreza da terra: "pode-se dizer que nela não encontramos nada de proveito, exceto infinitas árvores de pau-brasil, de canafístula, as de que se tira a mirra, e outras mais maravilhas da natureza, que serão longas de referir . . .". Sem metais nem impérios índios, a terra não o atraía : limitou-se a medi-la 13.
Side 33 - ... grande espaço de tempo sem que eu os visse, de modo, que julguei muitas vezes, que se tivessem afogado; finalmente um deles não pode aguentar tantos golpes do mar, quantos quebravam em cima dele, e voltou para traz ; mas o outro teve-se forte, e combateo sobre aqueles bancos, por espaço de uma grande hora, até que em fim passou-os, e levou a carta ao navio, e tornou com a resposta ; o que me pareceo cousa maravilhosa : donde concluo por certo, que aqueles Negros da marinha, são os melhores...
Side 216 - Colleccáo dos principaes Auctores da Historia Portugueza , publicada com notas pelo Director da Classe da Litteratura da Academia R. das Scijncias 8. Tom. em 8.° 4800 XLIII.
Side 1 - D. Joáo, Rei de Portugal e dos Algarves , o primeiro deste nome : o qual ainda que possa ser grandemente louvado pelos seus Estudos na Sciencia do Curso do Ceo , e da Astrologia (¿), com ludo passalNotic.

Bibliografiske oplysninger